02 Jul, 2015

Tecnologia

Prev Next

Defeito na IMBEL MD5 faz arma disparar

Tecnologia

Defeito na IMBEL MD5 faz arma disparar

Mais uma vez temos o desprazer e a preocupação de informar um defeito grave em uma arma de dotação de um polícia militar brasileira. Desta vez é com a fabricante IMBEL,...

Mais uma PT 24/7 dispara sozinha

Tecnologia

Mais uma PT 24/7 dispara sozinha

Mais um caso de defeito em uma Pistola Taurus modelo PT 24/7, no calibre .40 S&W, preocupou, de novo, o universo policial brasileiro nos últimos dias. Um vídeo publicado na internet...

O Gás lacrimogêneo em instrução

Tecnologia

O Gás lacrimogêneo em instrução

  Respeitada a autonomia institucional de se elaborar manuais, estabelecer doutrinas de treinamentos e etc, deve-se levar em consideração os padrões de segurança que devem ser observados dentro de um treinamento...

Colete pode ter falhado na morte de PRF

Tecnologia

Colete pode ter falhado na morte de PRF

O Policial Rodoviário Federal Luiz de Gonzaga morreu ao ser atingindo por três tiros a queima roupa enquanto abordava um motoqueiro em Maceió, capital do Estado de Alagoas. Luiz de Gonzaga...

Artigos

Ciclo completo de polícia: Medida necessária e urgente

 

O modelo de segurança pública brasileiro tem como base a segmentação da atividade policial em duas etapas: a prevenção, cuja atribuição principal recai sobre as polícias ostensivas ou também chamadas de administrativas (Polícias Militares, Polícia Rodoviária Federal), com contribuição das Guardas Municipais, nas atribuições que lhe são conferidas pela lei (proteção de próprios, bens e serviços públicos) e a persecução criminal, cuja responsabilidade recai sobre as chamadas polícias judiciárias (Polícia Civil nos Estados e Polícia Federal na União).

Temos ainda, embora sem previsão constitucional, as Polícias Técnico Científicas, cujo trabalho principal é a produção de provas técnicas e realização de exames periciais, colaborando para a apuração de ilícitos penais.
A nossa estrutura policial, baseada na existência de "meias policias" é inédito no mundo: não há quem o reproduza em qualquer outro canto do Planeta Terra.

Nada haveria de mais se fosse ele eficiente ao ponto de, mesmo sendo único e na contramão de todos os demais, produzisse bons resultados e gerasse à sociedade a tão almejada "sensação de segurança", mantendo os índices criminais em níveis aceitáveis.

Mas não é!

Bem ao contrário, temos números criminais muito superiores aos da maioria dos países do mundo, nossa taxa de resolutividade de crimes não ultrapassa 3%, existem filas para atendimento nas repartições policiais, que desestimulam as pessoas a registrarem os crimes, enfim, o que os Estados oferecem de segurança aos cidadãos não atende as suas necessidades, nem expectativas.

Ter mais de uma polícia não é o problema: nos Estados Unidos, por exemplo, existem mais de 18 mil instituições policiais, nas cidades, condados e na federação; em Portugal são 2, na França outras 2, enfim, a pluralidade de polícias nos Países é a regra.

O problema está na limitação de atribuições às Polícias, prejudicando sobremaneira aquele que deveria ser o seu maior beneficiário: o cidadão.

A pessoa que é vítima de um crime aciona a Polícia Militar, que vai até o local, o entrevista, registra os fatos e depois tem que ir até uma Delegacia de Polícia, onde o fato é novamente registrado para, dependendo do caso, elaborar-se um novo Boletim de Ocorrência que poderá (ou não, como aliás acontece na maioria das vezes) ensejar na instauração de um Inquérito Policial, para o qual novamente será intimado a ser ouvido o cidadão, em momento oportuno.

Concluído o Inquérito, será remetido à Justiça onde o cidadão, pela terceira (ou quarta) vez, será ouvido, como se tudo o que até então foi produzido nenhum valor tivesse.

Nesta estrutura, onde a atividade cartorial tem destaque, não poucas vezes o principal agente de prevenção criminal, o policial militar, tem se afastar da sua área de patrulhamento para conduzir partes à Delegacia, aguardar as filas de atendimento às quais também se sujeita, ser ouvido como testemunha (tanto na fase da Polícia quanto da Justiça), o que, sem precisar ser um especialista em segurança, compromete aquela que deveria ser a principal missão da Polícia (lato senso): PROTEGER AS PESSOAS.

Com o ciclo completo de polícia, ou seja, com a possibilidade da Polícia Militar registrar no local dos fatos, no "capô da viatura", a ocorrência policial, elaborando o chamado Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), agendando a audiência das partes na Justiça, todo o processo se torna simplificado e a aplicação da Justiça se torna mais efetiva e eficaz.

Temos que ter em mente que o policial militar é um profissional muito caro para o Estado e para a Sociedade e não pode ter a sua função limitada à de um despachante, encarregado apenas de levar documentos e informações de um lado a outro: sua missão é muito mais nobre e importante e, se adequadamente potencializada, como certamente ocorrerá com o ciclo completo de polícia, o maior beneficiário será o cidadão.
Experiências muito bem sucedidas neste sentido já vêm sendo realizadas na Polícia Militar de Santa Catarina e na Polícia Rodoviária Federal, com resultados comprovadamente exitosos, aplaudidos pela comunidade, pelas autoridades públicas, integrantes ou não do sistema de Justiça Criminal e pela imprensa de um modo geral.

Definitivamente o tema ciclo completo de polícia deixou de ser acadêmico e entrou na seara política: de minha parte nenhuma dúvida persiste no sentido de tratar-se de um assunto urgente e relevante!

Com a palavra os nossos dirigentes...

Nota: As fotos que ilustram o artigo mostram a Divisão de Investigação Científica dos Carabinieri italianos, a Polícia Militar da Itália, que tem alto grau de resolução de crimes e goza de imenso prestígio da população.

Veja este vídeo abaixo e entenda a diferença entre o nosso modelo policial e do Chile:

LEIA MAIS:

A importância do Ciclo Completo de polícia no Brasil

Modelos policiais e o risco Brasil

A desmilitarização da PM será o fim do Brasil livre

A militarização das polícias americanas

Qual a diferença da polícia dos Estados Unidos e a do Brasil?

Só existe polícia militar no Brasil?

A desmilitarização da PM e o genocídio do crime no Brasil

E nós, policiais militares, o que devemos fazer nesse momento de trevas?

Artigo de um Sargento Policial Militar: Não queremos ser oficiais!

Estão tentando impor a luta de classes dentro da PM

Cultura Criminal

O que fazer para ganhar um salário de Coronel da Polícia Militar?

Leia e entenda a PEC 51 que quer desmilitarizar as PM's

DEPRECIAR, DESMERECER, DESMILITARIZAR

Os heróis da PM

A falácia da desmilitarização da polícia

O homem, a polícia e os glóbulos brancos

Faça a sua parte: Estude!

Segurança Pública e a luta de classes

Pedagogia do crime

Mocinho e Bandido

Desproporcional não é só o 7 a 1

Assassinos da inteligência

Consultem o PCC

A bomba atômica do comunismo

Governo brasileiro especializa detentos em criminalidade à distância

Mudança de regime por decreto

O Marxismo cultural e a nossa violência Quotidiana

A polícia, o bem e o mal

O jornal, os "especialistas em segurança" e a realidade

Reflexões sobre a proposta de desmilitarização da polícia

{jcomments on}

Não há salvação no desarmamento

"Não há salvação para o homem honesto, a não ser esperar todo o mal possível dos homens ruins."
Edmund Burke

Como já disse algumas vezes, o cheiro de sangue inocente causa verdadeiro frisson entre os desarmamentistas, e isso fica mais uma vez comprovado com o recente ataque de um jovem racista à uma igreja nos EUA.

Dylann Roof sentou-se calmamente entre o rebanho do Rev. Clementa Pinckney e ali ficou aproximadamente uma hora antes de abrir fogo contra mulheres, homens e idosos absolutamente indefesos. Imediatamente, Obama e outros desarmamentistas correram aos ávidos repórteres para falar sobre armas e como os EUA eram uma nação violenta e racista. Centenas de reportagens foram geradas e exibidas e da boca deles nem uma só linha, nem uma só palavra de alguns fatos que narro a seguir.

Uma das nove vítimas fatais foi o próprio Rev. Pinckney, que também era senador estadual pelo partido Democrata no estado da Carolina do Sul. Foi ele, como senador estadual e líder religioso, um dos principais responsáveis, em 2011, pela rejeição de uma lei que permitiria que pessoas frequentassem armadas igrejas e outros locais naquele estado. Em defesa da proibição, Clem, como era chamado, afirmava que pessoas armadas em igrejas trariam riscos aos outros frequentadores e que a paz não poderia ser garantida por meio da violência.

Como funciona o desarmamento da população de bem na prática.Como funciona o desarmamento da população de bem na prática.

Dylann Roof, que guarda mórbida semelhança com outro assassino, o jovem perturbado Adam Lanza, era declaradamente racista, defendia a hegemonia branca nos EUA, tinha também duas passagens pela polícia, uma por posse de drogas e outra por invasão. Informações que ele teria sido expulso de um grupo neonazista por ser excessivamente violento não corroboram com a descrição de pessoa calma e amável de alguns amigos mais próximos. Mas quem declararia "sim, ele era violento, racista, um verdadeiro psicopata, mas era meu amigo?" Difícil acreditar nas descrições...

A lei da Carolina do Sul manteve então a proibição do porte de armas para qualquer pessoa dentro de igrejas, entre outros locais. E os frequentadores, óbvio, respeitavam a lei. Dylann Roof, não. Não só essa, como também a que proíbe qualquer pessoa que tenha envolvimento com drogas e crimes de possuir armas, sejam compradas ou fruto de presente, como parece ser o caso dessa, uma vez que o tio afirmou que o pai do assassino havia lhe presenteado com uma pistola quando ele completou 21 anos. O pai, conivente com um filho problemático – para dizer o mínimo – também quebrou a lei e pode ser condenado, merecidamente, a 10 anos de prisão.

As lições, mais uma vez, são claras e dolorosas: não há proteção na negação; loucos e criminosos não seguem a lei; as forças de segurança do Estado só estarão lá para recolher os corpos e atender os feridos - caso haja algum sobrevivente -, e, principalmente: a inexistência de um cão pastor zelando pelo rebanho sempre será um convite aos lobos: "o banquete está servido".

Bene Barbosa é especialista em segurança, autor do livro Mentiram Para Mim Sobre o Desarmamento e presidente da ONG Movimento Viva Brasil.

Fonte: Mídia Sem Máscara.

LEIA MAIS:  

Livro: Mentiram para mim sobre o desarmamento 

Desarmados e chacinados

Armados e seguros

Legítima defesa: uma questão de dignidade

O Fracasso do Desarmamento

Armados e desarmados

O crime fora de controle em Brasília.

Desarmando as criancinhas

Desarmamento - Especialistas Divergem Sobre o Efeito no Combate à Violência

A desmilitarização da PM será o fim do Brasil livre

A militarização das polícias americanas

Quantos policiais morrem por ano no Brasil?

O homem, a polícia e os glóbulos brancos

{jcomments on}

 

Vídeos

PM's trocam tiros com bandidos em cruzamento

Policiais militares se depararam com uma ocorrência onde dois criminosos tentaram assaltar um motoqueiro, que acabou baleado pelas costas. Em seguida os criminosos reagiram a voz de prisão atirando nos policiais. Os dois bandidos foram baleados. Nenhum policial se feriu.

Crianças italianas fazem homenagem ao Brasil

Por ocasião das comemorações do Dia da Vitória na Europa, os Italianos fizeram uma belíssima homenagem aos mais de 25 mil brasileiros que lutaram, e venceram os Alemães que haviam invadido a Itália quando o acordo entre o Fascismo de Mussolini e O Nacional Socialismo Alemão entraram em colapso. Por isso, os professores de uma das cidades libertadas pelo Brasil da opressão totalitária, ensinaram e cataram com os alunos o hino do expedicionário, em português. É de arrepiar!

A influência das novelas na sociedade

Os danos causados pela tv na vida das crianças são enormes. Cuide dos seus filhos!Os danos causados pela tv na vida das crianças são enormes. Cuide dos seus filhos!

A sociedade, hoje, está em constante transformação e evolução, mas muitas destas mudanças não trazem benefícios para nós, cristãos, porque os valores éticos estão sendo distorcidos. Um exemplo clássico, presente nos lares brasileiros, são as novelas que, atualmente, vem construindo uma ideologia de antivalores.

Enquanto a Igreja procura evangelizar as pessoas para que possam viver uma vida segundo os ensinamentos deixados por Jesus Cristo, a maioria das novelas tem o papel de deturpar os valores cristãos como a instituição da família.

Para refletir sobre a influência das novelas e a descaracterização dos valores, convidamos padre Paulo Ricardo para participar do podcast da redação.

Ouça, na íntegra, a entrevista com padre Paulo Ricardo.

Segundo o sacerdote, existem estudos como o da pesquisa do 'Banco Interamericano de desenvolvimento', os quais comprovam que as novelas, realmente, podem gerar nas pessoas essas mudanças de comportamento.

"Sem dúvida alguma, isso é uma realidade que já está comprovada inclusive com estudos. Existe um estudo profundo que mostra como as novelas da Globo, durante as década de 70 e 80, alteraram o comportamento das famílias. Um estudo comprovado cientificamente pode medir exatamente a diferença de comportamento entre as pessoas, podendo ser comparado com o sinal da TV Globo, pois, naquela época, as novelas eram as que mais dominavam e o sinal não era forte em todos os lugares do país. Onde o sinal era fraco, o comportamento foi menos alterado, mas onde o sinal era mais forte, o comportamento alterou-se mais", citou padre Paulo.
Outro ponto abordado durante a entrevista é o fato de que, hoje, as crianças e os adolescentes acompanham novelas e seriados que mostram uma realidade distorcida de família e relacionamentos. O sacerdote alerta que quanto mais cedo as crianças forem expostas a esses valores não cristãos, provavelmente, se tornarão jovens e adultos influenciados por esse ambiente apresentado pelas novelas.

"A realidade das crianças é diferente da dos adultos, porque este tipo de programação tem em vista mudar o comportamento do adulto. Já para as crianças, o objetivo é moldar o comportamento delas desde cedo. A própria forma como aquela criança vai crescendo e vendo o mundo já é distorcido por essa nova realidade e esses desvalores que estão destruindo as famílias", destacou o sacerdote.
Diante de toda realidade apresentada pelas novelas e programas de entretenimento, é preciso que nós, como cristãos, não percamos a essência do que é seguir as doutrinas da Igreja e não nos deixarmos ser influenciados pela mídia.

"Não tenham medo de ser família. Sejam família, gastem-se para seus filhos, educando-os para tê-los consigo o quanto mais vocês puderem. Quem educa o filho não é o videogame, a novela, o joguinho e nada disso, mas o convívio harmonioso com os pais", disse padre Paulo.


Fonte: Christo Nhill Preaponere

Para saber mais assista ao vídeo:

 

Add comment

O Blitzdigital se reserva o direito de avaliar os comentários e moderá-los. Serão deletados os comentários que não façam referência ao assunto abordado e que usem linguagem chula, ofensas pessoais, ameaças ou mensagens ininteligíveis ou instrumentalização política do espaço. É vedada a propaganda de qualquer tipo.


Security code
Refresh

Notícias

Prev Next

Viatura da PF é cercada por criminosos e pede reforço da PM

Notícias

Viatura da PF é cercada por criminosos e pede reforço da PM

Após bandidos cercarem policiais federais, atirarem contra a viatura e roubarem um celular de um dos agentes na Vila Itaú, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, a Polícia Militar (PM) conseguiu prender dois...

26-06-2015

Coronel da PM é homenageado pela Rainha da Inglaterra

Notícias

Coronel da PM é homenageado pela Rainha da Inglaterra

O coronel da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Mauricio Weisshaupt Perez, que atuou junto ao 17º Batalhão de Mogi, durante um ano, quando ainda era soldado, foi homenageado hoje pela rainha da Inglaterra,...

25-06-2015

Ameaça de bomba em frente ao Palácio do Planalto

Notícias

Ameaça de bomba em frente ao Palácio do Planalto

Uma ameça de bomba movimentou as equipes do BOPE (Batalhão de Operações Especiais) da Policia Militar de Brasília nesta quarta feira, dia 24 de junho. As informações dão conta que um homem, ainda não identificado, deixou...

25-06-2015

Deputado Eduardo Bolsonaro no programa BlitzDigital na Rádio Federal

Notícias

Deputado Eduardo Bolsonaro no programa BlitzDigital na Rádio Federal

O programa BlitzDigital na Rádio Federal. (www.radiofederal.com.br). O programa vai ao ar nesta sexta feira, dia 26 de junho, às 10 horas da manhã. Para ouvir o programa ao vivo acesse o site da rádio federal: http://www.radiofederal.com.br ou...

25-06-2015

Coronel Marlon é o novo colunista do BlitzDigital

Notícias

Coronel Marlon é o novo colunista do BlitzDigital

O BlitzDigital tem o prazer de informar aos seus milhares de leitores que o Coronel da Polícia Miltar de Santa Catarina Marlon Jorge Teza é o novo colunista da nossa revista eletrônica. O brilhante oficial é...

22-05-2015

Bolsonaro no programa BlitzDigital na Rádio Federal

Notícias

Bolsonaro no programa BlitzDigital na Rádio Federal

O programa BlitzDigital na Rádio Federal. (www.radiofederal.com.br) Programa especial com uma hora e meia de duração com a participação do Deputado Bolsonaro. No programa ele abordou temas polêmicos como cotas, ideologia de gênero, desarmamento da população, impunidade,...

14-05-2015

Helicóptero de general do Brasil é alvejado no Congo

Notícias

Helicóptero de general do Brasil é alvejado no Congo

Um helicóptero que levava o general brasileiro Carlos Alberto dos Santos Cruz, comandante das tropas da ONU na República Democrática do Congo(antigo Zaire), foi alvo de tiros de grupos rebeldes na segunda-feira (4). A aeronave...

07-05-2015

Incêndio no Ministério da Defesa

Notícias

Incêndio no Ministério da Defesa

Um incêndio atingiu o sétimo andar do prédio do Ministério da Defesa, em Brasília, no início da noite deste domingo. Segundo o Corpo de Bombeiros, a suspeita é de que houve um curto-circuito no ar-condicionado....

07-05-2015

Exército tenso

Notícias

Exército tenso

  Anda tenso, muito tenso o ambiente no Comando Militar do Leste desde que Dilma Rousseff decidiu, de última hora, participar na sexta-feira da cerimônia anual em comemoração ao final da II Guerra, que as Forças...

07-05-2015

Cultura

Estudos confirmam os perigos da prática homossexual

Cultura

Estudos confirmam os perigos da prática homossexual

 Introdução  Nos últimos tempos, especialmente depois da chegada da esquerda ao poder, notou-se uma implementação, mesmo contra a absoluta maioria da população brasileira, que é cristã e que tem valores conservadores em sua vida, de todo o tipo de política totalitária e desumana, com vista a desestabilizar a Sociedade e promover...

29-06-2015

Livro: Mentiram para mim sobre o desarmamento

Cultura

Livro: Mentiram para mim sobre o desarmamento

Nada é mais atual neste momento grave que o Brasil atravessa do que tudo o que se relaciona com o combate ao crime e as suas vertentes. Em um país com mais de 60 mil homicídios por ano, que perde mais de 500 dos seus policiais combatendo uma onde crime...

22-06-2015

Não a ideologia de Gênero nas Escolas!

Cultura

Não a ideologia de Gênero nas Escolas!

  Por Carlos Alberto Di Franco | O Estado de São Paulo – O governo não consegue esconder seu viés autoritário. O discurso oficial é sempre um oba-oba à democracia. A prática concreta é bem diferente. O Plano Municipal de Educação é o mais recente exemplo do desprezo dos governantes pelas...

16-06-2015

Livro: Ponerologia Psicopatas no Poder

Cultura

Livro: Ponerologia Psicopatas no Poder

Ponerologia vem do grego Poneros, ou Mal, ou seja, é a ciência que estuda o Mal e a sua gênese por meio das ciências Psicossociais. O autor, um grande catedrático da psiquiatra polonesa, estudou com uma numerosa equipe e com uma amostra considerável de pessoas, durante mais de vinte anos, os...

06-05-2015

A tatuagem e sua moralidade

A tatuagem e sua moralidade

Vemos em nossos tempos um número cada vez maior de tatuagens em diversos tipos de ambientes. É preciso dizer algo, ainda que brevemente, quanto à moralidade delas. Alguns afirmam não haver problema com tatuagens em nossos dias atuais e que o preceito dado no Antigo Testamento (Levítico XIX, 28: "Não fareis...

22-06-2015

Quando a dor parece não ter fim

Quando a dor parece não ter fim

Quando a dor parece não ter fim. No momento em que tudo o que acreditamos, valores, princípios, regras e padrões parecem despedaçados pelas circunstâncias. Nos dias em que parece que não há mais valor em nos e que os erros praticados resultarão, finalmente, na sentença do pecado, a morte. Nestes dias,...

16-06-2015

Perdão vs a realidade

Perdão vs a realidade

A realidade é uma marreta na cara dos incautos, avassaladora, detona sonhos esperanças e deixa escancarada as fragilidades do homem, do mais bruto ao mais delicado. A impiedade da realidade não pode ser enfrentada com sonhos, desejos ou ilusões, cada homem (ou mulher) precisa encarar o caminhão, e torcer para...

17-05-2015

“Uma mudança do dogma é impensável”

“Uma mudança do dogma é impensável”

O Cardeal Walter Brandmüller tem sido uma das principais vozes críticas às propostas circulantes no Sínodo Extraordinário sobre a Família, que correm o risco de subverter a doutrina católica sobre os Sacramentos e sobre a moral. Ele foi um dos cinco cardeais a contribuir com o livro Remaining in the Truth of...

06-05-2015