28 Aug, 2014

Tecnologia

Prev Next

Site mostra ataques de hacker no mundo

Tecnologia

Site mostra ataques de hacker no mundo

Este site abaixo mostra os ataques de hackers em tempo real no mundo inteiro. Além de extremamente interessante como informação de segurança cibernética ele mostra que a grande maioria dos ataques...

600 fuzis novos para o BOPE-RJ

Tecnologia

600 fuzis novos para o BOPE-RJ

O Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ), continua seu processo de substituição de material obsoleto e recebimento de novos armamentos....

Centros de comando podem ser usados na s…

Tecnologia

Centros de comando podem ser usados na segurança de estradas e fronteiras

Centros Integrados de Comando e Controle (CICCs), utilizados nas operações de segurança nas cidades-sede durante a Copa do Mundo 2014, poderão ser usados no monitoramento de estradas federais e no...

CBC compra ações da Taurus

Tecnologia

CBC compra ações da Taurus

 A CBC PASSA A DETER A MAIORIA DO CAPITAL VOTANTE DA FABRICANTE DE ARMAS DO BRASIL. São Paulo – A Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC) aumentou sua fatia na fabricante de...

Artigos

A busca da Verdade na Polícia Militar

Foi com grande satisfação que, durante uma conversa com um colega da PM, fui perguntado sobre qual o tipo de leitura que eu sugeriria a ele, pois, na conjuntura atual, ele gostaria de se aprofundar e melhorar o seu entendimento da realidade. Porém, antes que eu respondesse, ele perguntou se o ideal era começar por Nietzsche*. Imediatamente respondi que seria a mesma coisa de começar um estudo do corpo humano pelo esfíncter ou, ao estudar a alimentação humana ele começasse pelas fezes.

Não o culpo, de maneira nenhuma, pela sugestão. Pois ele a teve baseada no senso comum hoje reinante nos círculos ditos acadêmicos e, por consequência, empurrada goela abaixo do restante da população pela grande mídia. Ele, graças a Deus, teve a percepção correta de que a realidade brasileira e mundial de hoje é por demais complexa para que com apenas o senso comum se possa extrair uma leitura correta mínima. Mas, por causa dos sinais errados colocados de propósito no caminho, ele poderia, sem sombra de dúvida, terminar como o citado filósofo: louco, depressivo, incoerente e suicida.

Esse caso emblemático reflete uma questão ainda mais profunda da nossa sociedade atual onde, segundo as últimas pesquisas, mais de 30% dos estudantes de ensino superior do Brasil são analfabetos funcionais**, ou seja, não conseguem ler e interpretar um texto simples. Isso no caso de jovens que estão em uma fase da vida onde tem tempo e oportunidade para estudar. A mesma pesquisa demonstra que o estudante universitário no Brasil lê (fora os livros que ele é obrigado a ler ou a copiar um resumo da internet durante o curso) um livro por ano. E o que é pior, esse livro geralmente é sobre autoajuda, ou lixos marqueteiros como 50 tons de cinza, Código da Vinci, ou qualquer outra porcaria que além de não servir pra nada, ainda emburrece ou cria linhas de pensamentos irreais ou deturpadas da realidade. Fora que a pessoa que perde seu precioso e inestimável tempo de vida com esse tipo de leitura sai dela achando que, agora, por ter lido um livro de letras grandes e capa colorida, faz parte da elite intelectual do hemisfério ocidental. Isso se deve a uma sentença do senso comum do brasileiro que o importante é ler, não importa o quê. Como se ler fosse um bem em si mesmo e não um instrumento para se alcançar o conhecimento. Se esse conhecimento veio através de um livro, um artigo, uma pregação, um vídeo de internet pouco importa, o que importa é a qualidade da informação que o emissor passou e se o receptor consegui alcançar e assimilar a parte essencial dela. Se ler fosse uma meta final em si um revisor de texto de jornal ou um diagramador de embalagens de papel higiênico seriam membros da Academia Brasileira de Letras...

Na Polícia Militar isso não é diferente, pois, obviamente, os membros de qualquer corporação, órgão ou empresa são brasileiros e como tal fazem parte da cultura do país, trazendo consigo os seus defeitos e qualidades, preconceitos e valores. Por isso não é de se admirar que algumas decisões, sejam elas tomadas por policiais nas ruas em operações ou ocorrências, ou de comando simples ou complexas, sejam tomadas por pessoas que tem uma visão distorcida ou errada da realidade, por absoluta falta de ferramentas intelectuais e de conhecimentos vitais de funcionamento da sociedade e dos valores permanentes que a sustentam. Isso se deve ao agravante que, diferentemente dos estudantes universitários, os policiais tem menos tempo livre para estudar e muito, mas muito mais obrigações inadiáveis, tanto no trabalho quanto na vida privada por conta da família que tem que sustentar. Aliado a isso temos o que o filósofo Olavo de Carvalho definiu como uma tragédia particular da falta do conhecimento, que ele definiu como: "Das virtudes humanas a inteligência é a única que a pessoa quanto mais perde menos ela sente falta."*** Isso é visível no dia a dia, seja dentro da corporação, seja fora dela. Digo isso com conhecimento de causa pois durante dois terços da minha vida passei como a maioria da população, lendo pouco e mal (passei a minha adolescência lendo Stephen King, Luiz Fernando Veríssimo e outras porcarias), assistindo ao Jornal Nacional da Globo e lendo o Correio Braziliense (achando, é claro, que os veículos de grande mídia eram isentos e que buscavam informar de maneira idônea. A título de exemplo autoprobante a revista Veja desta semana traz um anúncio do jornal paulista Folha de São Paulo, onde, abaixo de uma foto de um homem barbudo e tatuado, lemos os dizeres: "A Folha é a favor do casamento Gay. Mas publica as opiniões discordantes". Pelo menos esse jornal resolveu mostrar que defende a agenda socialista anti família com todas as letras. As opiniões discordantes que o jornal se refere são as dos colunistas Luiz Felipe Pondé e Reinaldo Azevedo).

A minha vida e visão de mundo mudaram radicalmente em 2003, devido a minha conversão definitiva a Igreja Católica, quando decidi me aprofundar na fé e no conhecimento da Revelação. Após esses 11 anos, depois de mais de 250 livros lidos, um cinco mil artigos e dezenas de documentários, programas e filmes, de ter tido contato com teólogos, filósofos, jornalistas e outros autodidatas posso, finalmente, dizer que a realidade começou a se descortinar e a mostrar o seu lado mais belo e radiante, que é o próprio Deus, e o seu lado mais horroroso e sombrio, que é o próprio inimigo de Deus em ação.

Para aqueles que quiserem iniciar essa caminhada, a do conhecimento, que é a busca da verdade de coração sincero, indico um caminho, um caminho ao qual eu já caminhei um bom pedaço e que não poupa os viajantes de percalços, túneis escuros e que parecem não ter fim, perigos e decepções, mas que, com a ajuda de grandes homens, verdadeiros gigantes, que com a sua força intelectual e moral, nos colocam nos ombros e, com a altivez dos heróis corajosos de outrora, no carregam pelo caminho de maneira segura e, onde temos que ir com os nossos próprios pés, nos apontam a trilha certa, nos avisam das armadilhas e tentações e nos mostram as pegadas daqueles que antes nós passaram por ali e que saíram do vale das sombras vivos e lúcidos para contar. Para esses valentes guerreiros da luta dos corações e mentes vai uma lista de livros, sites e artigos que podem ser de grande valia, lembrando que de nada valerá o conhecimento sem a pureza de intenções e a busca da verdade de coração sincero.

Capitão Olavo Mendonça.

 

* Filósofo alemão do final do Século XIX. Escreveu sobre a morte de Deus como regente da sociedade e do homem. Morreu louco e cuidado pela irmã. (Obs. Deus continua vivo, regente da sociedade e do homem, já o filósofo...)

** Pesquisa citada no Livro "Manifesto do nada na terra do nunca".

*** Assista ao vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=r1Yn3Jbr8Rc e leia o artigo: http://www.olavodecarvalho.org/semana/120604dc.html

 

Livros:

O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota.

Manifesto do nada na terra do nunca.

A verdade sufocada.

O livro politicamente incorreto da esquerda e do Socialismo.

O imbecil coletivo.

A apoteose da vigarice.

A esquerda caviar.

Arquipélago Gulag.

Sussurros.

A tragédia de um povo.

Fascismo de esquerda.

Ascenção e queda do nazismo.

Putin a face oculta do novo czar.

Política de Aristóteles.

Ortodoxia de Chersteton.

O Guia políticamente incorreto da história do Brasil.

O Guia políticamente incorreto da história da América Latina.

O Guia políticamente incorreto da história do mundo.

Poder Global e religião universal.

O grande culpado.

Manual do perfeito idiota latino americano.

A filosofia e seu universo.

A república de Platão.

Lenin, Stalin e Hitler.

Confissões de Santo Agostinho.

Os sete pilares da sabedoria.

O expresso Berlin Bagdá.

 O livro negro do comunismo.

Cortar o mal pela raíz.

O Reno se lança no Tibre.

1984.

A revolução dos bichos.

O futuro do pensamento brasileiro.

Maquiavel e a confusão demoníaca.

 A Divina Comédia.

U-507 o submarino que afundou o Brasil na Segunda Guerra Mundial.

Ciência e Fé em harmonia.

A primeira Guerra total.

Guerra e Paz.

Psicose ambientalista.

Como a Igreja Católica construiu a civilização ocidental.

A Guerra dos Judeus de Flávio Josefo.

Blood in the Sand.

 A Fé explicada.

A imitação de Cristo.

Pio X.

O drama de Pilatus.

Maldita Guerra.

Memórias da Segunda Guerra Mundial.


Vídeos:

MSM.

A agenda.

A verdadeira história Soviética.

O Brasil na Nova Ordem Mundial.

 

Sites:

Mídia sem Máscara.

Padre Paulo Ricardo.

Olavo de Carvalho.

Reinaldo Azevedo.

Felipe Moura Brasil.

Rodrigo Constantino.

WND.

Ciência confirma igreja.

Percival Puggina.

UnB Conservadora.

Garotas Direitas.

Instituto Ludwing Von Misses

Fratres in Unum.

Aluizio Amorim.

Rádio Vox.

Escola sem partido.

 Heitor de Paola.

 A Verdade Sufocada.


Artigos:

 

Qual a diferença da polícia dos Estados Unidos e a do Brasil?

 

Só existe polícia militar no Brasil?

 

A desmilitarização da PM e o genocídio do crime no Brasil

 

E nós, policiais militares, o que devemos fazer nesse momento de trevas?

 

Artigo de um Sargento Policial Militar: Não queremos ser oficiais!

 

Estão tentando impor a luta de classes dentro da PM

 

Cultura Criminal

 

O que fazer para ganhar um salário de Coronel da Polícia Militar?

 

Leia e entenda a PEC 51 que quer desmilitarizar as PM's

 

DEPRECIAR, DESMERECER, DESMILITARIZAR

 

Os heróis da PM

 

A falácia da desmilitarização da polícia

 

O homem, a polícia e os glóbulos brancos

 

Faça a sua parte: Estude!

 

Segurança Pública e a luta de classes

 

Pedagogia do crime

 

Mocinho e Bandido

Desproporcional não é só o 7 a 1

Assassinos da inteligência

Consultem o PCC

A bomba atômica do comunismo

Governo brasileiro especializa detentos em criminalidade à distância

Mudança de regime por decreto

O Marxismo cultural e a nossa violência Quotidiana

A polícia, o bem e o mal

O jornal, os "especialistas em segurança" e a realidade

Reflexões sobre a proposta de desmilitarização da polícia

As pérolas jogadas aos porcos

Como identificar infiltrados dentro da Igreja Católica?

O católico e as eleições

 

{jcomments on}

O recrutamento de informante (X-9) na atividade policial

Na busca de informações que possam fortalecer o processo decisório, muitas vezes nos deparamos com situações em que não é possível o acesso direto a elas – mas outra pessoa pode ter esse acesso, e pode estar disposta a colaborar para o comprometimento da informação desejada, dependendo de como for persuadida. Para tanto, uma técnica conhecida como recrutamento operacional é utilizada de forma a prospectar as informações de interesse.

Esta técnica se baseia em incentivos, e estes mudam conforme o tipo de pessoa a ser abordada e o próprio contexto sociocultural. A teoria de cognição social de Bandura é de grande valia para se entender os fatores cognitivos, ambientais e comportamentais da criação de um determinismo recíproco, na qual se baseia o recrutamento, que consiste em uma atividade realizada para convencer uma pessoa não pertencente à organização em que o recrutador trabalha, chamada de agente não orgânico, a colaborar.

Nomes como Richard Pollard, Ana Montes, Aldrich Ames e Robert Hanssen são apenas alguns exemplos de ações bem-sucedidas de recrutamento.

Como bem diria Sun Tzu, um governante esclarecido e um general sábio são vencedores porque suas ações se baseiam em sua vidência. Esta não pode ser alcançada por meio de espíritos, nem deuses, nem por analogia com o passado, nem mesmo por cálculos; depende, exclusivamente, dos homens que conhecem o inimigo. É indispensável descobrir os espiões que trabalham para o inimigo, suborna-los e tentar fazê-los passar para o seu lado. Cuide bem deles e os oriente.

No contexto da Segunda Guerra, pessoas eram exortadas a agirem para o vazamento de informações e conduzirem ações clandestinas em nome do patriotismo. O orgulho nacional era o maior incentivo para se conseguir cooptar uma pessoa. Já durante a Guerra Fria, o foco mudou para atores estatais que tinham o posicionamento profissional e o acesso para exporem informações sensíveis. Naquele cenário, os elementos de convencimento explorados eram basicamente quatro: dinheiro, ideologia, chantagem e ego.

O dinheiro, ou o que ele poderia prover tanto para a pessoa de interesse ou para a sua família ou pessoas próximas, vem a ser uma recompensa de curto prazo. O lado negativo dessa modalidade está na possibilidade da pessoa abordada se vender para quem paga mais, ou ser apenas uma recipiendária de "bolsa-informação": receber a quantia acordada, mas sem sequer prover qualquer informação de interesse ou mesmo útil.

Já a ideologia é vista como muito mais perigosa pela área de contrainteligência. Pessoas impulsionadas por fortes convicções, somadas a intensas emoções, devem receber apoio constante para que seu fanatismo seja alimentado, bem como seja mantido o fluxo de informações.

O elemento de chantagem normalmente pode ser usado quando uma pessoa comete um erro dentro da organização na qual trabalha, ou em sua vida pessoal, e, buscando repará-lo ou minimizar suas consequências, busca apoio de outro grupo, colocando como moeda de troca as informações que estão de imediato ou em potencial a seu alcance. Pessoas assim coagidas a cooperar raramente tornam-se bons agentes, posto que se tornam nervosas ou vingativas, desejando fazer apenas o necessário para escapar de alguma punição por seus erros. Dependendo do cenário, é possível que o cooptado traia ou tome ações violentas contra o recrutador.

De todos os elementos de convencimento, o ego parece ser o mais prevalente. Reforçar a autoestima de um potencial agente pode ser muito útil para manter sua produtividade. Como parte dessa dinâmica, um recrutador frequentemente encontra um desejo de vingança ou retaliação como motivador.

Não obstante, recrutadores que trabalham levando em consideração apenas esse tipo de estrutura correm o risco de falhar em ver por completo as complexidades envolvidas na decisão de uma pessoa em cooperar e perderão oportunidades em persuadir e motivar agentes para melhorarem seu desempenho. Ao invés disso, eles focarão em apenas explorar as vulnerabilidades de seus agentes para exercer controle sobre eles. Com o passar do tempo, esse foco negativo pode fazer com que o recrutador veja e trate seus agentes como, fundamentalmente, seres humanos deteriorados que precisam ser punidos ou coagidos à submissão, para que cumpram suas tarefas.

Adicionalmente, a estrutura sistemática básica para o recrutamento consiste em identificar a necessidade de informação, assinalar um potencial alvo, determinar se este tem o acesso à informação desejada, definição do tipo de recrutamento, aproximação e abordagem da pessoa de interesse, designação de tarefas, e, eventualmente, dispensa. Conforme aduz o delegado Celso Moreira Ferro Júnior, o encarregado do recrutamento verifica a informação operacional que acumulou sobre a pessoa, incluindo posição e extensão de contatos sociais, relacionamentos – especialmente os que incluam atividades em grupo, e os serviços utilizados por ela.

O contexto pós-Guerra Fria inclui atores não-estatais com uma mistura complexa de lealdades conflitivas, dentre as quais podemos destacar a família, a tribo, a religião, a etnia e a nacionalidade. Conhecer tais nuances, e saber como usá-las, é fundamental para saber melhor como influenciar as pessoas, posto que elas desenvolveram "atalhos" para conseguirem agir em um mundo cheio de estímulos, conhecidos como "padrões fixos de ação". A forma de aproximação evoluiu, por conta disso, e uma nova estrutura – dinâmica e fluida como o próprio contexto em que ela se inclui –, com menos atritos e potencialmente mais benefícios pode ser estabelecida considerando-se os elementos de reciprocidade, autoridade, escassez, compromisso e consistência, afeição e validação social.

A reciprocidade não diz respeito apenas a produzir rapport. Diz respeito também a preencher alguma necessidade revelada pela pessoa, com o desenvolvimento de um sentimento mútuo de obrigação. Ações com esse fulcro, no mínimo, dão o lastro a contatos posteriores e prepara o palco para que seja pedido um favor em retribuição a alguma gentileza oferecida.

Colaborar com alguém que mostre-se em posição de autoridade pode trazer benefícios, ao passo em que confrontá-la traz punições. Este elemento deve ser trabalhado de forma mais sutil, estabelecendo-se medidas de influência, ao invés de medidas de controle. Ao próprio recrutamento é inerente uma certa disputa pelo controle da relação entre recrutador e recrutado, e este elemento é de suma importância no processo.

Quanto mais escasso é um item, mais atrativo ele normalmente parece para as pessoas. Isso posto, as oportunidades apresentadas a alguém para colaborar e receber algo em troca parecem mais valiosas quando sua disponibilidade é limitada. Isso é conhecido como o "efeito Romeu e Julieta": quando uma opção é oferecida e então retraída, as pessoas tendem a desejá-la ainda mais. Convém estabelecer um sentimento de urgência, impondo um compromisso rápido, dada a oportunidade fugaz que se apresenta.

Compromisso e consistência dizem respeito à necessidade de alguém a parecer confiável perante seu grupo. Ao convencê-la a expor uma primeira amostra de informação sensível, o recrutamento pode seguir no sentido de forçá-la a vazar mais informações verdadeiras, justificando assim mais cooperação. Apela-se para o desejo da pessoa em parecer consistente, dado que a sociedade costuma apartar pessoas que não são consideradas confiáveis.

Afeição vem a ser encontrar uma forma de conectar-se a um potencial agente, seja por similaridades circunstanciais, interesses compartilhados, ou perspectivas aparentes. Não é incomum, neste caso, que se lance mão da bajulação para conseguir aproximar-se da pessoa de interesse. Basicamente, é fazer com que esta pessoa acredite que o recrutador é a única pessoa que realmente a entende. Cautela adicional deve ser observada quando de uma eventual troca de controladores – quem assume em campo a operação de recrutamento – por conta do elemento altamente subjetivo jungido a esse tipo de recrutamento.

O elemento de validação social pode ser explorado por conta da necessidade de uma pessoa em observar outras pessoas, particularmente em ambientes não familiares, para estabelecer o "comportamento correto" a se seguir. Nesse aspecto, é interessante relembrar a pessoa, de forma constante, que ela está fazendo a coisa certa ao compartilhar informações sensíveis. Desse modo, ela se sentirá socialmente aceita e parte integrante de um grupo.

Diante do que precede, é notável que a primeira estrutura de recrutamento proposta vê, demasiadamente, a pessoa de interesse de forma unidimensional, sob um espectro fortemente negativo. A segunda estrutura é mais matizada, efetiva, e baseada em estudos multidisciplinares. Logo, a evolução conceitual propõe o foco em aspectos positivos – lembrando que, em ambos os casos, os elementos aqui apresentados não são compartimentados, podendo ser empregados de forma concatenada, já que normas rígidas são como muletas: um auxílio para deficientes, mas um estorvo para atletas.

Por fim, leitura adicional proposta sobre o tema é encontrada nos textos a seguir: "Thwarting enemies at home and abroad: how to be a Counterintelligence officer", de William R. Johnson, "Traidores", de Richard Sale, e "Wilderness of mirrors", de David C. Martin.

 

 

Artigos:

 

Qual a diferença da polícia dos Estados Unidos e a do Brasil?

 

Só existe polícia militar no Brasil?

 

A desmilitarização da PM e o genocídio do crime no Brasil

 

E nós, policiais militares, o que devemos fazer nesse momento de trevas?

 

Artigo de um Sargento Policial Militar: Não queremos ser oficiais!

 

Estão tentando impor a luta de classes dentro da PM

 

Cultura Criminal

 

O que fazer para ganhar um salário de Coronel da Polícia Militar?

 

Leia e entenda a PEC 51 que quer desmilitarizar as PM's

 

DEPRECIAR, DESMERECER, DESMILITARIZAR

 

Os heróis da PM

 

A falácia da desmilitarização da polícia

 

O homem, a polícia e os glóbulos brancos

 

Faça a sua parte: Estude!

 

Segurança Pública e a luta de classes

 

Pedagogia do crime

 

Mocinho e Bandido

 

Desproporcional não é só o 7 a 1

 

Assassinos da inteligência

 

Consultem o PCC

 

A bomba atômica do comunismo

 

Governo brasileiro especializa detentos em criminalidade à distância

 

Mudança de regime por decreto

 

O Marxismo cultural e a nossa violência Quotidiana

 

A polícia, o bem e o mal

 

O jornal, os "especialistas em segurança" e a realidade

 

Reflexões sobre a proposta de desmilitarização da polícia

 

As pérolas jogadas aos porcos

 

Como identificar infiltrados dentro da Igreja Católica?

 

O católico e as eleições

 

{jcomments on}

A influência das novelas na sociedade

Os danos causados pela tv na vida das crianças são enormes. Cuide dos seus filhos!Os danos causados pela tv na vida das crianças são enormes. Cuide dos seus filhos!

A sociedade, hoje, está em constante transformação e evolução, mas muitas destas mudanças não trazem benefícios para nós, cristãos, porque os valores éticos estão sendo distorcidos. Um exemplo clássico, presente nos lares brasileiros, são as novelas que, atualmente, vem construindo uma ideologia de antivalores.

Enquanto a Igreja procura evangelizar as pessoas para que possam viver uma vida segundo os ensinamentos deixados por Jesus Cristo, a maioria das novelas tem o papel de deturpar os valores cristãos como a instituição da família.

Para refletir sobre a influência das novelas e a descaracterização dos valores, convidamos padre Paulo Ricardo para participar do podcast da redação.

Ouça, na íntegra, a entrevista com padre Paulo Ricardo.

Segundo o sacerdote, existem estudos como o da pesquisa do 'Banco Interamericano de desenvolvimento', os quais comprovam que as novelas, realmente, podem gerar nas pessoas essas mudanças de comportamento.

"Sem dúvida alguma, isso é uma realidade que já está comprovada inclusive com estudos. Existe um estudo profundo que mostra como as novelas da Globo, durante as década de 70 e 80, alteraram o comportamento das famílias. Um estudo comprovado cientificamente pode medir exatamente a diferença de comportamento entre as pessoas, podendo ser comparado com o sinal da TV Globo, pois, naquela época, as novelas eram as que mais dominavam e o sinal não era forte em todos os lugares do país. Onde o sinal era fraco, o comportamento foi menos alterado, mas onde o sinal era mais forte, o comportamento alterou-se mais", citou padre Paulo.
Outro ponto abordado durante a entrevista é o fato de que, hoje, as crianças e os adolescentes acompanham novelas e seriados que mostram uma realidade distorcida de família e relacionamentos. O sacerdote alerta que quanto mais cedo as crianças forem expostas a esses valores não cristãos, provavelmente, se tornarão jovens e adultos influenciados por esse ambiente apresentado pelas novelas.

"A realidade das crianças é diferente da dos adultos, porque este tipo de programação tem em vista mudar o comportamento do adulto. Já para as crianças, o objetivo é moldar o comportamento delas desde cedo. A própria forma como aquela criança vai crescendo e vendo o mundo já é distorcido por essa nova realidade e esses desvalores que estão destruindo as famílias", destacou o sacerdote.
Diante de toda realidade apresentada pelas novelas e programas de entretenimento, é preciso que nós, como cristãos, não percamos a essência do que é seguir as doutrinas da Igreja e não nos deixarmos ser influenciados pela mídia.

"Não tenham medo de ser família. Sejam família, gastem-se para seus filhos, educando-os para tê-los consigo o quanto mais vocês puderem. Quem educa o filho não é o videogame, a novela, o joguinho e nada disso, mas o convívio harmonioso com os pais", disse padre Paulo.


Fonte: Christo Nhill Preaponere

Para saber mais assista ao vídeo:

 

Add comment

Nenhuma opinião será censurada, mesmo que seu comentário confronte diretamente o autor do artigo o Blitzdigital irá publica-lo. Entretanto, linguagem chula, ofensas pessoais, ameaças ou mensagens ininteligíveis serão apagadas.


Security code
Refresh

Notícias

Prev Next

Candidato a deputado do PSOL é preso pelo BOPE com drogas

Notícias

Candidato a deputado do PSOL  é preso pelo BOPE com drogas

Um candidato a deputado distrital do Partido Socialismo e Liberdade (Psol) foi preso por volta das 17h dessa quarta-feira (20/08) por porte e o uso de maconha. Marcelo Valente Nunes, de 49 anos, estava no...

22-08-2014

Iraque: ao menos 150 mil cristãos estão em fuga por causa da perseguição dos extremistas islâmicos.

Notícias

Iraque: ao menos 150 mil cristãos estão em fuga por causa da perseguição dos extremistas islâmicos.

Pelo menos 150 mil cristãos estão fugindo das suas cidades no Iraque rumo à região do Curdistão. Eles não contam com nenhum tipo de proteção. Não existe um verdadeiro exército na região e as milícias...

12-08-2014

Hamas invade igreja e usa cristãos como escudos humanos

Notícias

Hamas invade igreja e usa cristãos como escudos humanos

Não é novidade que os terroristas do Hamas usam mesquitas para esconder seus foguetes e as utilizam para lançar ataques contra Israel. Agora, o líder da pequena comunidade cristã de Gaza denuncia que os guerrilheiros invadiram...

12-08-2014

Venezuela manda 17 mil militares para a fronteira com a Colômbia.

Notícias

Venezuela manda 17 mil militares para a fronteira com a Colômbia.

Governo Venezuelano diz que posicionou 17 mil tropas ao longo da fronteira com a Colômbia, que está fechada desde segunda feira como parte de uma operação anti contrabando. Mais da 40% dos bens consumidos no mercado...

12-08-2014

Policiais militares que morreram em abordagem são enterrados com honras militares.

Notícias

Policiais militares que morreram em abordagem são enterrados com honras militares.

Em forte clima de comoção, familiares, amigos, policiais e um grande números de pessoas acompanharam o cortejo fúnebre e sepultamento dos dois policiais militares que foram mortos na noite da última segunda-feira no centro de...

06-08-2014

Criminoso que matou dois policiais militares morre em troca de tiros com PM

Notícias

Criminoso que matou dois policiais militares morre em troca de tiros com PM

O criminoso que matou dois policiais militares na cidade de Medianeira no Paraná morreu durante o cerco policial. Depois de 18 horas de buscas ele foi localizado em meio a um matagal e reagiu a...

06-08-2014

Dois PM's do Paraná são mortos durante abordagem

Notícias

Dois PM's do Paraná são mortos durante abordagem

Dois policiais militares foram mortos em Medianeira/PR na noite de segunda-feira (4). Eles realizavam uma abordagem na Avenida Brasília, no centro da cidade, quando foram baleados. Perderam a vida os Policiais Diego Gurgel Araujo, 29 anos e...

05-08-2014

Governo vai desativar destacamento do Exército na fronteira com a Bolívia

Notícias

Governo vai desativar destacamento do Exército na fronteira com a Bolívia

O destacamento do Exército na localidade de Corixa, em Cáceres, no Oeste de Mato Grosso, será desativado pelo 2º Batalhão de Fronteira (Befron), considerado um dos mais importantes no tocante a proteção da região Oeste....

30-07-2014

Encontrado submarino alemão que jogou Brasil na I Guerra Mundial

Notícias

Encontrado submarino alemão que jogou Brasil na I Guerra Mundial

RESPONSÁVEL PELO AFUNDAMENTO DO NAVIO BRASILEIRO MACAU E PELO SUMIÇO DE DOIS TRIPULANTES BRASILEIROS, O U-93 ESTARIA A UMA MILHA DA COSTA FRANCESA. Um mistério de quase um século pode estar próximo de ser solucionado. Mergulhadores...

30-07-2014

Newsletter

Assine nossa newsletter e receba informações em primeira mão.

Cultura

Mulheres, crianças e a proposta de Faraó

Cultura

Mulheres, crianças e a proposta de Faraó

"9 Respondeu-lhe Moisés: Havemos de ir com os nossos jovens e com os nossos velhos; com os nossos filhos e com as nossas filhas, com os nossos rebanhos e com o nosso gado havemos de ir; porque temos de celebrar uma festa ao Senhor. 10 Replicou-lhes Faraó: Seja o Senhor...

18-08-2014

Diretor de hospital polonês é despedido por negar-se a praticar abortos

Cultura

Diretor de hospital polonês é despedido por negar-se a praticar abortos

A demissão de um dos melhores médicos da Polônia como diretor de um hospital em Varsóvia por negar-se a realizar um aborto gerou uma série de críticas no país. "A instituição não encontrou nenhuma ruptura nos procedimentos ou normas do hospital" com a negação a praticar o aborto, assinalou ao Grupo...

12-08-2014

O “Até que a morte os separe” que encantou o mundo!

Cultura

O “Até que a morte os separe” que encantou o mundo!

Maxine e Don Simpson são verdadeiramente um exemplo de amor eterno. Aquela promessa feita em cada casamento foi para o casal californiano uma realidade vivida durante 62 anos. "Até que a morte nos separe", e foi exatamente assim: eles morreram de mãos dadas. Como foram na vida, da mesma forma...

12-08-2014

Identifique em que fase está seu matrimônio e faça-o crescer a dois

Cultura

Identifique em que fase está seu matrimônio e faça-o crescer a dois

Ainda que não haja regras gerais, é verdade que alguns fatores, tanto externos quanto internos, determinam circunstâncias especiais do casamento; por exemplo, estar casados e sem filhos não é a mesma coisa que levar 20 anos de união e ter filhos jovens. Por isso, é de grande utilidade para os casais...

12-08-2014

O católico e as eleições

O católico e as eleições

"Os filhos desse século são mais hábeis que os filhos da luz." No ano passado, caros católicos, fiz a explicação dessa parábola de que fala Nosso Senhor no Santo Evangelho desse 8º Domingo depois de Pentecostes. Hoje, gostaria de tratar de um tema importante para nós, nossas famílias, nossa religião, nossa...

13-08-2014

Um documento memorável

Um documento memorável

Caiu-me nas mãos um documento memorável – a instrução do Papa Adriano VI (1522-1523) aos Príncipes alemães, reunidos em dieta na cidade de Nuremberg no dia 3 de janeiro de 1523. A mesma foi lida então pelo Núncio pontifício Francisco Chieregati. Na situação de crise de todos os valores morais em...

13-08-2014

Voz que clama: intercedam por nós, pois somos filhos da mesma Igreja e temos a mesma Fé

Voz que clama: intercedam por nós, pois somos filhos da mesma Igreja e temos a mesma Fé

"Elaih-i, elaih-i... La-mah sabachthani?[1]" (Evangelho segundo São Mateus Apóstolo, cap. 27, vers. 46) "Transpassaram as minhas mãos e os meus pés, posso contar todos os meus ossos" (Livro dos Salmos, cap. 21, vers. 16-17) Por George-François Sassine – Fratres in Unum.com: Na mentalidade ocidental, tão "objetiva e prática", tão "certa e vaidosa"...

12-08-2014

Por que Deus pede um casamento para sempre e com a mesma pessoa?

Por que Deus pede um casamento para sempre e com a mesma pessoa?

Quando se perde a noção de Deus, dissolve-se a concepção do amor Existem ensinamentos de Jesus que provocam desconforto, porque seriam 'limitadores da liberdade e do desejo de construir a felicidade.' "Não lestes que o Criador, no começo, fez o homem e a mulher e disse: Por isso, o homem deixará...

12-08-2014