05 Mar, 2015

Tecnologia

Prev Next

RIP, a munição que explode no corpo

Tecnologia

RIP, a munição que explode no corpo

Recentemente foi apreendida nas mãos de criminoso no Brasil a última palavra em munição explosiva no mundo. A munição chamada RIP, ou Rest in Peace, (descanse em paz em inglês), já...

Conheça o revólver Magnum 44

Tecnologia

Conheça o revólver Magnum 44

O calibre .44 Remington Magnum, ou simplesmente .44 Magnum (10.9×33mmR), é um cartucho de grande proporção originalmente desenvolvido para revólveres. Após um período de uso ele foi adaptado para uso...

A importância da bandoleira tática

Tecnologia

A importância da bandoleira tática

Um equipamento de fundamental importância no serviço policial, especialmente nos grupos táticos e de operações especiais, é a bandoleira tática. Esse indispensável apetrecho que faz toda a diferença em uma ocorrência...

Lançada uma armadilha policial incrível

Tecnologia

Lançada uma armadilha policial incrível

O equipamento chamado Pit-BUL é uma armadilha policial de última geração, também apelidada pelos policiais de "cama de faquir".  De funcionamento simples com os pregos ficando escondidos dentro da base...

Artigos

Como o ambiente pode influenciar o comportamento de um criminoso?

O espaço físico pode influenciar a percepção e o comportamento das pessoas nos mais diversos sentidos. Com a segurança, não seria diferente. Por isso, há algumas semanas, introduzimos o assunto "espaços inibidores de crime". Agora, seguiremos adensando o tema, posicionando o ambiente como importante variável nas ações de prevenção de delitos.

Iniciemos por Gifford, para quem a Psicologia Ambiental traduz-se pelo "estudo da transação entre indivíduos e o cenário físico." Segundo o autor, enquanto os indivíduos modificam o ambiente, este modifica comportamentos e experiências (Gifford, 1997). Na mesma direção, Günther (2005) define a disciplina como "o estudo das relações (recíprocas) entre os fenômenos psicológicos (comportamentos e estados subjetivos) e variáveis ambientais físicas." Já para Paul e Patrícia Brantingham (1981), expoentes da criminologia ambiental, o crime é caracterizado por quatro componentes: a ruptura da lei (crime), o ofensor motivado, a vítima/alvo disponível e o ambiente favorável.

Por meio dessas falas, podemos aduzir que, tanto quanto o comportamento de indivíduos e grupos, o espaço constitui relevante variável a ser considerada em matéria de prevenção criminal.

Em termos práticos, do ponto de vista do cidadão ordinário, potencial vítima, certos ambientes podem produzir a sensação de segurança, enquanto outros induzem ao medo, mesmo em áreas onde os índices criminais não são altos.

Avançando, da perspectiva dos potenciais agressores, podemos recorrer a duas abordagens relacionadas à prevenção situacional do crime: a) a Teoria da Escolha Racional e b) a Teoria do Comportamento Planejado.

A primeira oferece elementos para explicar os delitos em termos de custo-recompensa. De acordo com Cornish e Clark (1986), por exemplo, a intensão de cometer atos ilegais estaria inversamente relacionada ao custo do ato delitivo per si.

Ao seu turno, a Teoria do Comportamento Planejado propõe que a decisão de engajar-se em um comportamento em particular é resultado de um processo volitivo.

A partir de ambas abordagens, podemos concluir que os potenciais delinquentes avaliam suas opções de comportamento e, então, tomam a decisão de cometer ou não o crime.

Quando observamos o fenômeno do crime desta maneira, percebemos que os criminosos não atuam de forma aleatória, mas, em verdade, se comportam e são movidos por escolhas conscientes. Por consequência, em geral, o intento de delinquir pode ser neutralizado naquele potencial agente que, para a consumação do crime, perceba alta dificuldade e risco.

A esta altura, podemos inferir que o arranjo do espaço físico, em termos de projeto ou intervenções a posteriori, pode ser realizado de forma a criar obstáculos ou mesmo inibir a ação de potenciais infratores. Ao encontrar barreiras físicas ou psicológicas que o separem do alvo ou elementos que dificultem uma eventual fuga, potenciais agressores são desestimulados a delinquir. Por ora, ficaremos apenas com essas duas ilustrações.

Triângulo do Crime segundo Paul e Patricia Brantingham.

Em sentido oposto, os críticos de estratégias preventivas baseadas nas teorias da Escolha Racional e do Comportamento Planejado denunciam o possível deslocamento dos delitos. Supostamente, ao sentir-se desencorajado a cometer crimes em uma área, simplesmente, o delinquente passaria a atuar em outro setor ou atividade delitiva.

Entretanto, pesquisas apontam para casos de robustas reduções de delitos via prevenção situacional. Em um clássico sobre o assunto, Heal e Laycock (1986) demonstram que, mesmo quando o referido deslocamento ocorre, somente parte de potenciais criminosos voltam a delinquir. Desta feita, implementando-se ações de prevenção situacional, haveria um ganho líquido na redução global de crimes em uma determinada cidade, por exemplo.

De igual modo, ao abordar a Teoria da Oportunidade, Clark e Felson (1979) asseveram que os criminosos respondem muito mais ao incremento do risco e do esforço para a consecução de seus objetivos delitivos do que prevê as teorias criminológicas tradicionais. Para esses autores, potenciais delinquentes não apenas recuam diante de um evento específico, mas muitas vezes desistem de toda uma carreira criminosa. Igualmente, os pesquisadores demostram, haver rara migração quando os crimes são prevenidos por meio da prevenção situacional.
Ademais, mesmo os adeptos da Criminologia Crítica sustentam que nem todos os indivíduos "pegos" em atos definidos pela sociedade como desviantes seguirão carreira na delinqüência. Apenas para ilustrar, isso está explicito na Teoria dos Rótulos de Howard Backer (1997).

Em suma, cremos que a discussão exposta até o momento demonstra a clara relação entre o comportamento dos indivíduos, sobretudo de eventuais delinquentes, e as características físicas do ambiente. Em face disso, nosso próximo desafio será apontar as principais estratégias utilizadas com vistas a consecução de espaços mais seguros. Para tanto, em nosso próximo texto, estaremos delineando os contornos da Prevenção Criminal pelo Desenho Ambiental, CPTED*.

REFERÊNCIAS

AJZEN, Icek. From intentions to actions: A theory of planned behavior. Springer Berlin Heidelberg, 1985.

BECKER, Howard S. Uma teoria de ação coletiva. Zahar, 1977.

BRANTINGHAM, Paul J.; BRANTINGHAM, Patricia L. (Ed.). Environmental criminology. Beverly Hills, 1981.

CLARKE, Ronald Victor Gemuseus; FELSON, Marcus (ed.). Routine activity and rational choice. New Jersey, 1993.

CORNISH, Derek e CLARKE, Ronald. The Reasoning Criminal: Rational Choice Perspectives on Offending. New York, 1986.

COSTA, Isângelo Senna da. O que são espaços inibidores de crime?. Disponível para acesso em

GIFFORD, R. The role of Environmental Psychology in the formation of environmental policy. Comunicação apresentada no Simpósio Internacional LAPSI-IAPS - Psicologia e Ambiente, São Paulo, SP, Brasil. 2002.

GUNTHER, Hartmut. A psicologia ambiental no campo interdisciplinar de conhecimento. Psicologia USP, 16 (1/2), 179-183. Sao Paulo: USP, 2005.

HEAL, K. & LAYCOCK, G. Situational Crime Prevention. London. 1986

----------------
* Sigla em inglês para Crime Prevention Through Enviromental Design.

Fonte da Foto:

Local inseguro em Brasília

Fonte: http://veja2.abrilm.com.br/assets/images/2014/12/253714/Mato-Alto-07-size-598.jpg?1419085288 

LEIA TAMBÉM:

O que são espaços inibidores de crime?

O inferno de Dante na PM

Traição

Só existe polícia militar no Brasil?

Qual a diferença da polícia dos Estados Unidos e a do Brasil?

Qual o salário de um policial nos Estados Unidos?

A desmilitarização da PM e o genocídio do crime no Brasil

E nós, policiais militares, o que devemos fazer nesse momento de trevas?

Artigo de um Sargento Policial Militar: Não queremos ser oficiais!

Estão tentando impor a luta de classes dentro da PM

Cultura Criminal

O que fazer para ganhar um salário de Coronel da Polícia Militar?

Leia e entenda a PEC 51 que quer desmilitarizar as PM's

 

{jcomments on}

Traição

A traição não dói porque se perde algo material, uma posição, um cargo ou qualquer outra coisa. O grande estrago da traição se faz no desmantelamento do mito da amizade, na desconstrução da figura do herói, na quebra dos laços de confiança e principalmente em saber que pessoas que consideramos, além de bens e posses, nos enxergam como peças em um tabuleiro. E só podemos ser traídos por pessoas queridas, pessoas com as quais convivemos, trabalhamos, parafraseando um colega de trabalho: Nunca vi ninguém ser traído pela mulher do vizinho.

A traição se manifesta em diversas formas: em relacionamentos românticos, em acordos comerciais, na política, em grandes transações financeiras, enfim, a lista é infindável. Onde existem pessoas se relacionando de alguma forma sempre se poderá abusar da confiança que o outro depositou. Arrisco a dizer que a traição sexual, movida por impulsos carnais mais básicos, está longe de ser a pior modalidade deste "esporte". Se formos á bíblia temos: Caim matando Abel por inveja do sacrifício aceito por Deus; Jacó roubando a benção da primogenitura de seu irmão, Esaú, enganando o próprio pai no leito de morte; e a mais vil de todas as traições de que se tem notícia: Judas, o discípulo, se torna Judas, o traidor.

As escrituras sagradas nos mostram uma série de traições com desfechos variados, que vão da transformação de Jacó em Israel ao suicídio de Judas, consequências do arrependimento ou da manutenção do erro e da culpa. Mas o que chama a atenção é que a traição suprema descrita nas escrituras não foi praticada por uma esposa contra um marido, de filho contra um pai ou de um irmão contra outro. Quando a bíblia vem nos mostrar um exemplo de traição para deixar o coração do homem marcado, a ponto de que passados dois mil anos o nome Judas seja sinônimo de traição, mostra-nos um amigo traindo que trai outro amigo.

Os laços de amizade são estranhos, se formam de maneira inesperada, aleatória. Contudo, só se consolidam de forma consciente e voluntária, de ambas as partes. Para que uma amizade se torne forte e sólida é necessário que a confiança e a fidelidade sejam reafirmadas mutuamente, não apenas por palavras, principalmente por ações cotidianas e continuas de forma a construir um relacionamento que, em alguns casos, torna-se mais próximo do que o da própria família.

No caso dos policiais, a confiança nos companheiros de trabalho, torna-se ainda mais dramática devido a natureza peculiar da atividade desenvolvida nas ruas. Afinal, ainda que o seu companheiro de viatura ou de policiamento, não seja seu amigo, mais cedo ou mais tarde, sua vida dependerá de uma ação dele. Qualquer negligência, omissão ou corpo mole pode ser a diferença entre a vida e a morte. Um ambiente de trabalho com tanto estresse acaba favorecendo o desenvolvimento de grandes amizades e a quebra da confiança, principalmente nas atividades profissionais, sejam operacionais ou administrativas, causam uma fratura irreparável entre os profissionais envolvidos.

Imagine, se não se pode confiar no amigo em questões sem de importância relativa, como garantia de funções, escalas, ou coisas do gênero, como confiar a vida nas mãos deste companheiro? Como confiar que ele estará vigiando quando você precisar? Já ouvi de muitos policiais que muito pior que um marginal perigoso é um colega de farda em que não se pode confiar.

Confiar a vida ao companheiro de policiamento é mais um dos desafios diários a que precisa se submeter o profissional de segurança pública para exercer sua profissão. E é por isso mesmo que este exercício profissional não pode ser tratado como mais uma carreira do funcionalismo público. Precisamos resgatar a crença nos valores e princípios sobre os quais se fundamentam o exercício da atividade policial. Os rituais de civismo, de culto a pátria ao bem comum e a justiça não podem ser transformados em mera formalidade administrativa. O juramento prestado no dia em que nos tornamos policiais precisa ter valor real para cada membro da corporação. Contudo, os doutores do desprezo à vida, travestidos de fariseus modernos, empurram goela abaixo dos alunos de cursos de formação por todo o país a virtude do legalismo laico, que produz apenas morte e apatia.

Assim, separados de um sentido para além da mediocridade da materialista, cada vez mais policiais traem seus parceiros de serviço, não por grandes sentimentos de maldade e vilania, mas principalmente por não acreditarem na missão para qual se voluntariaram.

Precisamos de melhores salários, condições de trabalho, legislações adequadas e de toda sorte recursos e tecnologias para prestar um serviço de qualidade. Contudo, divorciados da vocação não passaremos de covardes fardados.

Fonte: Capitão Aguiar (site oficial)

LEIA TAMBÉM:

O que são espaços inibidores de crime?

O inferno de Dante na PM

Só existe polícia militar no Brasil?

Qual a diferença da polícia dos Estados Unidos e a do Brasil?

Qual o salário de um policial nos Estados Unidos?

A desmilitarização da PM e o genocídio do crime no Brasil

E nós, policiais militares, o que devemos fazer nesse momento de trevas?

Artigo de um Sargento Policial Militar: Não queremos ser oficiais!

Estão tentando impor a luta de classes dentro da PM

Cultura Criminal

O que fazer para ganhar um salário de Coronel da Polícia Militar?

Leia e entenda a PEC 51 que quer desmilitarizar as PM's

{jcomments on}

A influência das novelas na sociedade

Os danos causados pela tv na vida das crianças são enormes. Cuide dos seus filhos!Os danos causados pela tv na vida das crianças são enormes. Cuide dos seus filhos!

A sociedade, hoje, está em constante transformação e evolução, mas muitas destas mudanças não trazem benefícios para nós, cristãos, porque os valores éticos estão sendo distorcidos. Um exemplo clássico, presente nos lares brasileiros, são as novelas que, atualmente, vem construindo uma ideologia de antivalores.

Enquanto a Igreja procura evangelizar as pessoas para que possam viver uma vida segundo os ensinamentos deixados por Jesus Cristo, a maioria das novelas tem o papel de deturpar os valores cristãos como a instituição da família.

Para refletir sobre a influência das novelas e a descaracterização dos valores, convidamos padre Paulo Ricardo para participar do podcast da redação.

Ouça, na íntegra, a entrevista com padre Paulo Ricardo.

Segundo o sacerdote, existem estudos como o da pesquisa do 'Banco Interamericano de desenvolvimento', os quais comprovam que as novelas, realmente, podem gerar nas pessoas essas mudanças de comportamento.

"Sem dúvida alguma, isso é uma realidade que já está comprovada inclusive com estudos. Existe um estudo profundo que mostra como as novelas da Globo, durante as década de 70 e 80, alteraram o comportamento das famílias. Um estudo comprovado cientificamente pode medir exatamente a diferença de comportamento entre as pessoas, podendo ser comparado com o sinal da TV Globo, pois, naquela época, as novelas eram as que mais dominavam e o sinal não era forte em todos os lugares do país. Onde o sinal era fraco, o comportamento foi menos alterado, mas onde o sinal era mais forte, o comportamento alterou-se mais", citou padre Paulo.
Outro ponto abordado durante a entrevista é o fato de que, hoje, as crianças e os adolescentes acompanham novelas e seriados que mostram uma realidade distorcida de família e relacionamentos. O sacerdote alerta que quanto mais cedo as crianças forem expostas a esses valores não cristãos, provavelmente, se tornarão jovens e adultos influenciados por esse ambiente apresentado pelas novelas.

"A realidade das crianças é diferente da dos adultos, porque este tipo de programação tem em vista mudar o comportamento do adulto. Já para as crianças, o objetivo é moldar o comportamento delas desde cedo. A própria forma como aquela criança vai crescendo e vendo o mundo já é distorcido por essa nova realidade e esses desvalores que estão destruindo as famílias", destacou o sacerdote.
Diante de toda realidade apresentada pelas novelas e programas de entretenimento, é preciso que nós, como cristãos, não percamos a essência do que é seguir as doutrinas da Igreja e não nos deixarmos ser influenciados pela mídia.

"Não tenham medo de ser família. Sejam família, gastem-se para seus filhos, educando-os para tê-los consigo o quanto mais vocês puderem. Quem educa o filho não é o videogame, a novela, o joguinho e nada disso, mas o convívio harmonioso com os pais", disse padre Paulo.


Fonte: Christo Nhill Preaponere

Para saber mais assista ao vídeo:

 

Add comment

O Blitzdigital se reserva o direito de avaliar os comentários e moderá-los. Serão deletados os comentários que não façam referência ao assunto abordado e que usem linguagem chula, ofensas pessoais, ameaças ou mensagens ininteligíveis ou instrumentalização política do espaço. É vedada a propaganda de qualquer tipo.


Security code
Refresh

Notícias

Prev Next

Preso com arma é solto em 2 semanas e volta a cometer crime após 5 dias

Notícias

Preso com arma é solto em 2 semanas e volta a cometer crime após 5 dias

Waleques Maione e um comparsa acabaram baleados. Caso reforça estudo da SSPGO, que demonstrou que presos que deixaram a CPP em 2014 ficaram, em média, só 45 dias no presídio Após ficar preso apenas 14 dias...

18-02-2015

PMs de Goiás e Brasília fazem operação conjunta

Notícias

PMs de Goiás e Brasília fazem operação conjunta

  Hoje por volta das 05:40, viaturas da PM de Goiás faziam um bloqueio na entrada da cidade de padre bernardo, quando avistaram um spacefox prata, com placas de Minas Gerais. Os policiais militares suspeitaram dos indivíduos...

17-02-2015

Em menos de 24 horas duas Pajero da PM capotam no DF

Notícias

Em menos de 24 horas duas Pajero da PM capotam no DF

Em menos de 24 horas duas viaturas da Polícia Militar modelo Pajero Dakar, da fabricante Mitsubishi Motors, capotaram durante atendimento de ocorrências no Distrito Federal. A primeira ocorrência foi com uma viatura da ROTAM que se...

24-01-2015

Força Tática da PMSP entra em confronto com marginais armados de fuzil

Notícias

Força Tática da PMSP entra em confronto com marginais armados de fuzil

Policiais militares da Força Tática se depararam com criminosos fortemente armados com fuzis e, durante a fuga e troca de tiros, acabaram morrendo. As fotos mostram que os criminosos estavam usando armamento de guerra, no caso...

24-01-2015

Oficializar maconha é abrir fábrica de esquizofrênicos, diz psiquiatra

Notícias

Oficializar maconha é abrir fábrica de esquizofrênicos, diz psiquiatra

Se o Brasil seguir a tendência de outros países e oficializar a indústria da maconha, nós teremos "uma fábrica de esquizofrênicos". A opinião é do psiquiatra Valentim Gentil Filho, professor titular da Faculdade de Medicina...

05-01-2015

Coronel César é o novo Comandante da PM de Brasília

Notícias

Coronel César é o novo Comandante da PM de Brasília

O Coronel Florisvaldo Ferreira Cesar tem 44 anos e nasceu em Brasília. Formado em Política e Estratégia pela Escola Superior de Guerra e bacharel em Segurança Pública pela Academia de Polícia Militar do DF. Tem...

03-01-2015

Criminoso morre ao tentar assaltar delegado

Notícias

Criminoso morre ao tentar assaltar delegado

Um Delegado reagiu a uma tentativa de assalto conhecida como "saidinha de banco" no Rio de Janeiro. Ao sacar dinheiro no caixa eletrônico dentro de uma agência bancária, o delegado foi surpreendido por um marginal que...

03-01-2015

Presos dois criminosos que participaram do assalto a carro forte em Goiás

Notícias

Presos dois criminosos que participaram do assalto a carro forte em Goiás

  Foram presos dois criminosos com um vasto arsenal pelo DEIC da Polícia Civil de São Paulo. Eles estavam vindo de Minas Gerais e se dirigiam ao Estado de São Paulo. Com os marginais foram encontrados, além de...

03-12-2014

Marginais explodem três carros forte e matam três vigilantes em Goiás

Notícias

Marginais explodem três carros forte e matam três vigilantes em Goiás

Assalto a carro forte deixa três mortos em Goiás. O crime ocorreu por volta das 15 horas de segunda-feira, dia 01 de dezembro, em Goiás, entre morrinhos e Goiatuba, defronte a usina CEM na BR 153,...

02-12-2014

Newsletter

Assine nossa newsletter e receba informações em primeira mão.

Cultura

Projeto 5002/2013 autoriza troca de sexo em crianças

Cultura

Projeto 5002/2013 autoriza troca de sexo em crianças

Quando se pensa que toda sorte de monstruosidade já foi proposta em nossa casa legislativa os deputados Jean Wyllys - PSOL/RJ , Erika Kokay - PT/DF nos surpreendem com o horrendo projeto de lei 5002/2013. E não é porque trata descaradamente da implantação da ideologia da identidade de gênero, mas porque permite...

13-10-2014

Livro: Os Demônios

Cultura

Livro: Os Demônios

A editora 34 lançou no Brasil, em 2004, com tradução de Paulo Bezerra direta do russo, o monumental romance do escritor Fiódor Dostoievski, Os Demônios. Com acabamento razoável e tradução clara e acessível o livro veio somar ao cenário literário nacional às edições mais antigas e de outras editoras, sendo uma...

01-10-2014

Nós temos o direito de impedir o nascer de alguém?

Cultura

Nós temos o direito de impedir o nascer de alguém?

Sempre que estamos diante do pleito presidencial surge no tablado das campanhas a discussão sobre o aborto. Candidatos tentam esquivar-se de perguntas diretas e ficam tentando agradar a gregos e troianos. O importante é não perder votos. A frase mais emblemática que já li envolvendo o debate sobre a legalização...

01-10-2014

Brasil é o 8º país com mais suicídios no mundo

Cultura

Brasil é o 8º país com mais suicídios no mundo

Novo relatório divulgado pela Organização Mundial de Saúde, a OMS, chama a atenção de governos para o suicídio, considerado "um grande problema de saúde pública" que não é tratado e prevenido de maneira eficaz. Segundo o estudo, 804 mil pessoas cometem suicídio todos os anos – taxa de 11,4 mortes para...

01-10-2014

Teologia do Palhaço Carequinha

Teologia do Palhaço Carequinha

Colossenses 2:20-21 20 Já que vocês morreram com Cristo para os princípios elementares deste mundo, por que é que vocês, então, como se ainda pertencessem a ele, se submetem a regras: 21″Não manuseie!" "Não prove!" "Não toque!"? Quando era criança existia um palhaço muito famoso, aliás, ele já era conhecido muito...

23-02-2015

Sacerdócio Universal

Sacerdócio Universal

Somos partidários de uma igreja fora dos padrões institucionais tradicionais, aqueles que formam a organização da igreja evangélica /protestante no país. Não somos uma igreja para ir, somos uma igreja que vai. Aprendemos sobre o valor de cada indivíduo no corpo de Cristo. Recebemos a doutrina da santidade, da simplicidade...

12-02-2015

Quem foram os Reis Magos?

Quem foram os Reis Magos?

Um antigo documento conservado nos Arquivos Vaticanos lança uma certa luz, embora indireta e sujeita a caução, sobre a pessoa dos Reis Magos que foram adorar o Menino Jesus na Gruta de Belém. A informação foi veiculada por muitos órgãos de imprensa e páginas da Internet. O documento é conhecido como...

19-01-2015

Jornal dos Bispos Italianos revela: “uma conspiração forçou a renúncia de Bento"

Jornal dos Bispos Italianos revela: “uma conspiração forçou a renúncia de Bento"

Ontem, ficamos sabendo – nada menos a partir das páginas de "Avvenire", o jornal da Conferência Episcopal Italiana (CEI) – algo que nem mesmo eu cheguei a escrever no meu livro "Não é Francisco", sobre a (até agora) misteriosa "renúncia" de Bento XVI. De fato, na página 2 do jornal da...

18-01-2015